Dor Précordial

O que é Angina de Peito e qual a sua causa?

A Angina de Peito é um desconforto torácico, associado a isquemia miocárdica. A isquemia é provocada pelo desequilíbrio entre a oferta de oxigênio as fibras miocárdicas e a sua demanda. O sangue é que conduz o oxigênio pelas artérias coronárias. Com a obstrução das artérias pelo ateroma de gordura (aterosclerose coronária) há diminuição da oferta de oxigênio (isquemia). Quando a obstrução coronariana é total (ateroma de gordura mais trombo) é a causa do infarto (necrose das fibras miocárdicas).

Tipicamente, a Angina é descrita como um desconforto retroesternal (atrás do osso externo, no meio do tórax), pressão, peso ou sensação de opressão, que frequentemente se irradia pela porção média do tórax, braço esquerdo (lateralmente- face ulnar) pescoço ou mandíbula. Pode estar associada a falta de ar, palidez e sudorese. A Angina é frequentemente relacionada a causas precipitantes, sendo a mais comum o exercício (esforço físico) e outros fatores como o stress emocional, taquicardia, anemia ou estenose aortica. A dor anginosa dura pelo menos 30 segundos até 15 minutos, sendo aliviada pelo repouso e nitrato sub-lingual. A história clínica, pode fornecer informações úteis para estabelecer o diagnóstico de angina: caráter e qualidade da dor precordial, localização e irradiação, duração e sintomas associados. Os fatores de risco coronariano, que aumentam a possibilidade de uma dor torácica ser angina são: fumo, hipertensão arterial, colesterol total elevado, colesterol-HDL baixo, Diabetes, história familiar de doença coronariana precoce (pai com infarto antes do 50 anos e mãe antes dos 55 anos). O diagnóstico diferencial da dor torácica, não coronariana, inclue, doenças cardíacas e não cardíacas.

Causa cardíacas: estenose aórtica, miocardiopatia hipertrófica , pericardite, aneurisma dissecante da aorta, hipertensão pulmonar, embolia pulmonar, prolapso de válvula mitral.

Causas não cardíacas:

A) aparelho digestivo: espasmo esfágico, esofagite, hérnia hiatal, úlcera, gastrite e pancreatite.

B) Doenças osteomusculares: Doença da coluna cervical, bursite, tenosinovite, síndrome do canal torácico, miosites, síndrome da flexura esplênica, dores músculoesqueléticas (contratura muscular).

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 193 outros seguidores